Vídeos Homofóbicos?

Tropas no Afeganistão parodiam ó video clip de Lady Gaga na música Telephone.

Andei pensando sobre esses vídeos de soldados americanos parodiando de forma artística- embora essa qualidade possa ser questionada- algumas cantoras americanas que de alguma forma estão relacionadas ao público gay. Pois, bem, fora o lado lúdico das paródias que satirizam essas cantoras e seus clips, uma dúvida surge timidamente entre as afetações e os trejeitos dos soldados: uma crítica despretensiosa ou uma prática manifestadamente homofóbica?

Por que esses jovens soldados “heterossexuais” desperdiçam o tempo, que seria de folga, para produzir, coreografar e editar esses vídeos que satirizam situações do Gay way of living? Por que subsiste a ideia de que soldados assumidamente heterossexuais, como no vídeo abaixo, preocupam-se com a possibilidade de o governo aceitar os homossexuais? Será uma manifestação política que defende um ponto de vista vago para supor que, hipoteticamente, o campo de batalhas tornar-se-ia uma boate gay em pleno Iraque ou Afeganistão? Ou há uma intenção além da imagem, para trazer a discussão a outros níveis, como a possibilidade real de um gay assumido ser aceito pelo exército americano? Neste vídeo abaixo, o idealizador divulgou que não há conotação homofóbica; que o vídeo foi produzido durante a folga deles apenas com intuito de distração. No final, ele afirma que não há necessidade de se sentir ofendido, “apenas seja honesto consigo mesmo. Você adorou o vídeo.”

Soldados imaginam como seria se os gays invadissem o Exército Americano, parodiando a música da cantora Kesha em Blah, Blah, Blah

E você? O que acha?

Anúncios

Um comentário em “Vídeos Homofóbicos?

  1. Ainda não tinha visto este clipe da Kesha e confesso que fiquei um pouco na dúvida sobre uma possível homofobia velada ou uma sátira à política do Don’t Ask Don’t Tell do exército norte-americano. Mas talvez suscitar esta dúvida sem sair de cima do muro tenha sido mesmo a intenção da cantora, que por sinal assumiu-se bissex há pouco tempo (jogada de marketing?).
    Ainda assim a discussão é pertinente, só não sei como foi a repercussão entre os grupos gays americanos. De qualquer forma acho que se deve ter um pouco de cautela ao classificar estes dois vídeos como homofóbicos, pois embora eu conheça muito bem o preconceito que existe contra nós, eu tenho visto o surgimento de uma verdadeira paranóia gay em relação a isso.
    E o primeiro vídeo até que é bonitinho, vai? 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s