No posthumous party

É a grande festa

Que acontece a beira da pscina

E, sem convenções, o bom vinho a mão.

Ainda posso ouvir a música bem alta

E o não-me-entende de pessoas conversando

No posthumous party…

Deve ser este o tema

Mas o tempo mudou

Agora me apraz o púlpito,a mesa, o debate, mas não a missa;

A arte, a poesia, a prosa, atinta fresca…

A pompa, as horas, o público e ainda o bom vinho.

Ainda o tema: no posthumous party

E que venha a música, a poesia, a tinta, a pscina, o vinh, o tema, o púlpito…

E não deve haver a convenção de uma ordema lógica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s